INTRANET  |   WEBMAIL (Zimbra / Google)  |  

Palestra – Profa. Dra. Vanderlan da Silva Bolzani

Titulo: “ESSAS MULHERES FASCINANTES E SUAS INVENÇÕES CIENTÍFICAS”

Profa. Dra. Vanderlan da Silva Bolzani

Instituto de Química de Araraquara, Departamento de Química Orgânica – UNESP

Data: 08 de março de 2016

Horário: 16h

 

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

Resumo da Palestra:

“Desde a celebração do Ano Internacional da Química, em 2011 (AIQ-2011), tenho participado de várias conferências internacionais sobre o papel das mulheres na ciência mundial, o que tem sido uma experiência desafiante e ao mesmo tempo gratificante, especialmente pela riqueza de informações sobre mulheres fascinantes, de diferentes épocas, etnias e regiões, que têm contribuído de forma marcante para o avanço da ciência mundial, em todas as áreas do conhecimento.

O papel das mulheres para a evolução da espécie humana na terra historicamente esteve associado ao trabalho doméstico, sempre esmerado, ao cuidado da família, motivo pelo qual fomos alcunhadas de “rainha do lar”.  Mas a contribuição feminina para a sociedade em todas as partes do mundo, mesmo que pouco destacada, vai além do território doméstico, e a história da humanidade está cheia de fatos e acontecimentos marcados pela atuação de mulheres extraordinárias, num universo de dominação masculina.

Foram muitas as mulheres que deixaram de ser “rainhas do lar” e se aventuraram num universo de domínio masculino, conquistando espaço profissional e abrindo caminhos sem volta para as gerações atuais. Com muita luta, as mulheres deixaram as tarefas domésticas para se projetarem como trabalhadoras, ocupando funções diversas, contribuindo definitivamente para os avanços social e econômico em todo o mundo. Nós cientistas, somos parte substancial dessa força de trabalho em setores estratégicos para a sociedade: da universidade aos institutos de pesquisa, das empresas de serviços às de base tecnológica e de produção, mulheres professoras, cientistas, pesquisadoras, constroem uma nova dimensão social para a nação.

A história da ciência no Brasil é relativamente recente quando comparado com outros países, mas nossa comunidade científica vem a aumentando substancialmente nos últimos 50 anos. Estatísticas sobre a participação de mulheres no meio acadêmico e tecnológico nacional apresentadas no último censo do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) mostram que as mulheres têm presença significativa na ciência brasileira.

É sobre o panorama atual das mulheres cientistas brasileiras, especialmente na minha área de atuação e a trajetória acadêmica da UFPB à UNESP, que tratarei na conferência.”